Quais plantas utilizar em ambientes e internos

Atualizado: Abr 12


Existe algo mais charmoso do que levar a natureza para dentro da nossa casa? Nós achamos que não.


E você por acaso já pensou em adicionar um toque de verde na sua casa? E não estamos falando de pintar uma parede de verde não, e sim de incluir uma plantinha em sua decoração! Esta é uma maneira muito simples e prazerosa de oferecer mais aconchego, energia e ar puro ao ambiente sem maiores investimentos, independentemente se o seu cantinho for uma casa espaçosa ou um pequeno apartamento.


Se você é daquelas pessoas que acha que ter uma planta de sombra dentro de casa é quase uma missão impossível, aqui iremos recuperar a sua fé :)


Quais são as espécies mais indicadas para ambientes internos?

Ter sol direto dentro de casa é um privilégio para poucos, por isso as plantas mais indicadas para esses ambientes de pouca ou nenhuma luz natural são as de meia-sombra – que só precisam de luz difusa. Entre elas estão filodendros, columéias, antúrios, samambaias, begônias, espada-de-são-jorge, entre outras.


Abaixo iremos dar algumas dicas de cuidados de algumas plantas que se desenvolvem sem problemas em ambientes internos e ainda servem de decoração, confira nossas dicas:


Antúrio


O antúrio é uma planta clássica e muito utilizada para decorar lugares fechados. A espécie se dá super bem em vasos, jardins pequenos e é ideal para ambientes fechados porque não se desenvolve com luz solar direta. Portanto, se o seu apartamento tem pouca ou nenhuma luz natural, invista nessa espécie sem medo. Rega: De 1 a 2 vezes por semana, dependendo do substrato.


Lírio-da-paz


Original da América Central, é uma planta de sombra que combina beleza com cuidados simples. Resiste a climas de baixa temperatura, e precisa de uma umidade moderada. No caso dela, é preciso evitar o uso de prato com água sob o vaso. Remove formaldeído e monóxido de carbono do ar. Rega: 1 vez por semana, quando o solo estiver seco. Às vezes, o ideal é que você espere a planta murchar um pouquinho, mas só um pouquinho hein ;) antes de molhá-la.


Espada-de-São Jorge


A Espada de São Jorge além de linda carrega uma mitologia. Algumas pessoas acreditam que a planta fornece proteção para o ambiente em que estão, afastando o mau olhado e a inveja.

Justamente por isso existe o costume de manter a planta sempre próxima à porta da residência, para afastar energias ruins. Falando de características mais cientificas, a Espada de São Jorge é comprovadamente uma planta que purifica o ar e filtra os poluentes do ambiente. Rega: 1 vez por semana. O ideal é sentir a terra e, se ela estiver seca, regue com moderação.


Begônia


A flor é bem chamativa e tem um quê de buquê de noiva. É ideal para quem aposta em decorações mais delicadas. A melhor opção para cultivar a begônia é em vasos pequenos que podem ser colocados em cima da mesa, no aparador e em outras superfícies.

Por ser uma planta delicada, é preciso ter mais cuidado para cuidar dessa espécie. Cuidados como regar com pouca ou muita água, como adubar e etc.

Outro ponto importante é saber que existem begônias para ambientes externos e internos, então antes de comprar identifique com um jardineiro a opção ideal para ter na sua casa.


Samambaia


Essa deve ser a plantinha mais conhecida de todas. Impossível não ter em alguma casa que você já entrou na vida. São plantas bem comuns no Brasil e se adaptam a vários ambientes: internos, externos, úmidos, secos, iluminados ou sem luz. Regas: A cada 1 ou 2 dias a samambaia deverá ser regada ou quando perceber que a terra esta seca.


Costela-de-Adão


A planta Costela de Adão é também originária do México e é cultivada de muitas formas, mas sempre de modo que tenha muito destaque no jardim ou no ambiente para o qual serve de adereço decorativo. A planta Costela de Adão também possui um fruto, que inclusive é comestível e muito apreciado em países da America Latina por seu sabor doce e marcante. Mas é preciso atenção, pois todas as partes da planta apresentam oxalato de cálcio, substância que pode ser tóxica para animais domésticos e humanos dependendo da concentração. Rega: 1 a 2 vezes por semana, exposição moderada ao sol e um solo fresco e bem drenado deixarão sua plantinha cheia de vida.


Clorofito

O Clorofito é ideal para quem mora em cidades mais quentes e também não exige tanta luz para crescer. Alguns jardineiros afirmam que o ideal é deixar que a planta receba um pouco de sol uma vez ao dia, mas não há necessidade de manter a planta sob luz direta do astro rei.

A vantagem dessa planta é que, conforme cresce, mudas podem ser tiradas para dar início a uma nova. Apesar de não precisar de muita luz, o Clorofito exige ser regada com certa frequência.

Rega: Aproximadamente a cada 2-4 dias, sem encharcar muito o solo.

O clorofito limpa a sala de todas as bactérias e substâncias nocivas em 24 horas em quase 100%.


Gostou das dicas?! Curta e compartilhe com os amigos ;)

Até o próximo post!



#plantas #design #vasos #ambiente #maisverde


56 visualizações

Newsletter

Contatos

Atendimento(WhatsApp)

(11) 9 7236-2317

Contato via email

urbanvases@gmail.com

Siga-nos

  • Facebook ícone social
  • Instagram

Loja Segura

CNPJ:28.364.664/0001-59 RAZÃO SOCIAL: Gabriela Maria Teixeira Endereço: Rua Duque de Caxias, 1000 - Vila Santa Catarina, Americana, São Paulo

©2020 por Urban Vases  - Todos os direitos reservados.